Última hora

Última hora

Socialistas franceses incapazes de encontrar líder em pleno congresso

Em leitura:

Socialistas franceses incapazes de encontrar líder em pleno congresso

Tamanho do texto Aa Aa

Todos contra Ségolène Royal. No segundo dia de congresso dos socialistas franceses, em Reims, a candidatura oficial de Royal à liderança do partido levou à multiplicação dos apelos à unidade entre os líderes de três moções rivais. A moção liderada por Ségolène Royal conseguiu vencer o voto dos militantes antes do congresso, mas a candidatura a secretário-geral é polémica.

Há vários dias que os adversários tentam formar uma aliança mas até agora sem resultados. Perante os militantes, Bertrand Delanöe, presidente da câmara de Paris e líder de uma das moções em debate, pediu um acordo para fazer face a Royal. Um apelo dirigido a Martine Aubry e Benoit Hamon. Na ausência de um acordo, os apoiantes de Martine Aubry consideram que a autarca de Lille é a única capaz de fazer frente a Royal na luta pela liderança do partido. Sem um entendimento, também Benoit Hamon está decidido a avançar sozinho.

Os socialistas esperam que até ao final do congresso, este domingo, se clarifique pelo menos a linha política do partido, já que o líder será eleito dia 20 por voto directo dos militantes. A permanecerem as divisões, os socialistas ameaçam perder ainda mais eleitorado e comprometer as presidenciais de 2012.