Última hora

Última hora

G20 de acordo sobre os princípios e um plano de acção

Em leitura:

G20 de acordo sobre os princípios e um plano de acção

Tamanho do texto Aa Aa

Os líderes do G20 estão de acordo sobre os princípios e sobre um plano de acção para fazer face às derrapagens do sistema financeiro internacional e evitar novas crises. Pelo menos, isso garantem fontes próximas da presidência francesa da União, presentes em Washington.

Um dos princípios sobre os quais os Vinte estão de acordo é a recusa do proteccionismo, tão cara a George W. Bush: “Satisfaz-me saber que os líderes reafirmam os princípios da abertura dos mercados e do comércio livre. Um dos perigos, durante uma crise deste tipo, é que se comece a aplicar políticas proteccionistas. Obviamente a crise não acabou, estamos a fazer alguns progressos mas há muito mais a fazer.”

Segundo a delegação brasileira, os líderes mundiais comprometem-se mesmo a relançar, antes do final do ano, as negociações da OMC para a liberalização do comércio mundial. Os Vinte estarão prontos a acordar um plano de acção, em cinco páginas, para apoiar a economia, reformar a governação mundial e melhorar a vigilância financeira internacional. Até ao próximo dia 31 de Março, os ministros das Finanças do G20 deverão fazer as suas recomendações e um relatório sobre a aplicação concreta do plano de acção.

Uma lista das instituições financeiras que representam um risco para o sistema financeiro mundial deve também ser preparada, até ao final de Março – antes da convocação de um segundo G20, para o mês de Abril, eventualmente no Reino Unido, este já com a presença do presidente eleito, Barack Obama.