Última hora

Última hora

Reforma da PAC novamente na ordem do dia

Em leitura:

Reforma da PAC novamente na ordem do dia

Tamanho do texto Aa Aa

A reforma da PAC está novamente na ordem do dia. Os ministros da tutela reúnem-se esta semana, e o Parlamento Europeu também debate o tema. A Política Agrícola Comum consome a maior fatia do orçamento comunitário. Algumas reformas já foram levadas a cabo, mas Bruxelas quer ir mais longe.

Uma missão sempre difícil, como reconhece Michel Barnier, ministro da Agricultura de França, país que assume a presidência rotativa da União: “Como sempre, senhores deputados, a busca de um compromisso não é evidente, porque muitos pontos importantes continuam em suspenso. São assuntos que dividem…”

Entre as propostas que preocupam os agricultores europeus estão a atribuição de cada vez menos ajudas directas, passando a subvencionar de preferência os projectos de desenvolvimento rural; a separação entre quantidades produzidas e o montante das subvenções ou ainda o fim das quotas leiteiras.

Para Roger Waite, director da Agra Facts, uma publicação especializada nas questões agrícolas, é certo que os agricultores podem vir a sofrer com as mudanças: “Quanto mais orientadas para o mercado forem as políticas, maior será a volatilidade dos preços. E é por isso que o financiamento público tem um papel a desempenhar: o de apoiar os rendimentos dos agricultores.”

A França e a Alemanha são os países que mais receiam a supressão previstas das quotas leiteiras, com os produtores de montanha a recearem serem os primeiros sofrer com a medida.