Última hora

Última hora

Detroit pede ajuda urgente a Washington

Em leitura:

Detroit pede ajuda urgente a Washington

Tamanho do texto Aa Aa

Os patrões das três maiores construtoras de automóveis foram pedir socorro a Washington.

Um trio de executivos de Detroit, representantes da General Motors, Ford e Chrysler, esteve no Senado a tentar convencer a câmara a ceder-lhes um crédito de 25 mil milhões de dólares para sobreviver à crise.

As construtoras afirmam que não poderão funcionar normalmente sem um apoio financeiro imediato por parte do Estado federal. “Nós estamos a pedir assitência por uma razão: para acudir à recessão devastadora da indústria automóvel provocada pela deterioração financeira da nação. Com os mercados de crédito congelados, o americano médio não consegue financiamento para adquirir um veículo”, afirmou Robert Nardelli, presidente da gigante Chrysler.

As companhias justificam o pedido de ajuda com o impacto directo na economia real que representaria mesmo a falência da mais pequena construtora.

Juntas, as três maiores empresas do ramo dão emprego a perto de 250 mil pessoas nos Estados Unidos, mas têm influência noutros cerca de quatro milhões de postos de trabalho, incluindo fornecedores, vendedores e empresas de aluguer.

A crise do sector também é seguida na Europa. Bruxelas vai desvendar um plano de ajuda à Indústria automóvel no início de Dezembro.