Última hora

Última hora

GM rejeita vender fábricas da Opel

Em leitura:

GM rejeita vender fábricas da Opel

Tamanho do texto Aa Aa

A General Motors recusou a oferta feita pelo grupo alemão Solarworld para a compra das quatro fábricas alemãs da Opel.

Esta empresa, especializada em energia solar, queria comprar as fábricas por 250 milhões de euros e oferecia uma linha de crédito de 750 milhões. A oferta, que os analistas classificaram imediatamente como pouco realista, estava condicionada à concessão de um crédito do governo à filial germânica da General Motors. A Solarworld pedia também uma separação completa entre a Opel e a casa-mãe.

O presidente da Solarworld, Frank Asbeck, viu na Opel um potencial ecológico e uma oportunidade de negócio: “A Opel tem uma política piloto muito moderna. O prémio de carro do ano 2008 é apenas um exemplo e um grande potencial para se tornar um fabricante realmente verde”.

A Opel está a negociar com o governo alemão um empréstimo de mil milhões de euros que possa garantir a sobrevivência do grupo, ameaçado pelos problemas vividos pela casa-mãe General Motors.

A crise financeira está a abalar todo o sector automóvel, com uma quebra na procura que está a fazer todas as principais construtoras reduzir os níveis de produção. No caso da Opel, o volume vai ser reduzido em um décimo no próximo ano.