Última hora

Última hora

Produtores de tabaco manifestam-se contra a reforma da PAC

Em leitura:

Produtores de tabaco manifestam-se contra a reforma da PAC

Tamanho do texto Aa Aa

Um sector da agricultura que também não está satisfeito com as reformas é o da produção de tabaco. Entre seis mil e oito mil produtores europeus desta planta manifestaram-se, esta quarta-feira, em Bruxelas.

Pedem a manutenção das ajudas ao cultivo até 2013 – e não apenas até 2010, como está previsto. O sector da produção de tabaco está abrangido pelas reduções de subvenções, previstas na PAC.

Vieram de Espanha e Itália, mas também da Polónia, da Hungria, da Roménia, da República Checa, da Grécia, de França e da Alemanha.

No total da União, o sector emprega cem mil agricultores e 400 mil trabalhadores temporários. Países como a Grécia, por exemplo, desde 2006, viram a sua produção de tabaco cair mais de 80%, sobretudo devido à baixa do consumo na Europa.

Os produtores esperam que a presidência francesa consiga convencer os parceiros comunitários a manter as subvenções. Mas a França não está optimista.