Última hora

Última hora

Russos e georgianos tentam virar a página do conflito de Agosto

Em leitura:

Russos e georgianos tentam virar a página do conflito de Agosto

Tamanho do texto Aa Aa

Russos e georgianos reuniram-se ontem pela primeira vez em Genebra desde o conflito de Agosto.

Frente a representantes da ONU, da OSCE e da União Europeia, as duas delegações discutiram medidas para reforçar a segurança no terreno e assegurar a assistência de 30 mil refugiados.

Em Outubro, a questão da independência das repúblicas separatistas georgianas tinha levado à suspensão das negociações.

Ontem, os temas delicados estiveram ausentes do encontro.

O enviado especial do secretário-geral da ONU, considerou a reunião como, “um salto qualitativo que permite avançar nas discussões para lá das divergências sobre os procedimentos a tomar”.

Mas a questão do estatuto da Ossétia do Sul e da Abcásia, cuja independência é reconhecida apenas por Moscovo, continua a minar qualquer entendimento.

A Rússia tinha lançado uma ofensiva militar em Agosto na Ossétia do Sul, em resposta a um ataque do exército georgiano, provocando um número indeterminado de mortos e milhares de refugiados.

As negociações entre os dois países vão ser retomadas em Dezembro, para definir o mandato dos observadores de paz enviados na região.

Tbilissi exige a retirada das tropas russas dos territórios, em especial dos enclaves de Akalgori e Perevi, tendo saudado a proposta de Bruxelas de criar uma comissão de inquérito ao conflito de Agosto.