Última hora

Última hora

Um mês de prisão preventiva para alemães suspeitos de atentado em Pristina

Em leitura:

Um mês de prisão preventiva para alemães suspeitos de atentado em Pristina

Tamanho do texto Aa Aa

A Justiça kosovar ordenou 30 dias de prisão preventiva para os três alemães suspeitos de cometer o atentado contra a representação da União Europeia em Pristina.

Berlim confirma a detenção dos seus cidadãos mas continua a recusar comentar as informações avançadas pela imprensa germânica e kosovar, que dizem que os três homens pertencem aos serviços secretos alemães.

A 14 de Novembro, um engenho explosivo foi lançado contra o escritório do representante europeu Pieter Feith na capital kosovar. A explosão apenas provocou danos materiais.

Os três suspeitos de terrorismo terão defendido que examinaram apenas o local da explosão.

O atentado foi cometido na semana em que as autoridades do Kosovo recusaram um plano promovido pela ONU e aceite pela Sérvia para o envio da missão de justiça e de polícia da União Europeia para o Kosovo.

Os líderes kosovares – e a população que saiu à rua no dia 19 – temem que o acordo afecte a soberania do Kosovo e crie as bases para a divisão da antiga província sérvia.