Última hora

Última hora

MNE austríaca demite-se depois de conseguido acordo para formar coligação

Em leitura:

MNE austríaca demite-se depois de conseguido acordo para formar coligação

Tamanho do texto Aa Aa

O acordo para formar governo na Áustria está a provocar polémica. Depois de no Domingo à noite os conservadores e os sociais-democratas terem finalmente chegado a um compromisso para uma coligação, eis que surge a primeira voz contra. A ministra dos Negócios Estrangeiros não está de acordo e demitiu-se. Vai ser substituída, ao que tudo indca, por Michael Spindelegger, um dos porta-vozes do parlamento.

Na base da decisão da ministra está o motivo da ruptura entre as duas forças: a realização ou não de referendos às directivas da União Europeia. A ministra Ursula Plassnik é uma eropeísta convicta e não concorda com as consultas populares. Josef Proel, o novo ministro das Finanças, assegura que as bases estão lançadas, o trabalho vai começar e há dois ou três prioridades para o executivo: a crise financeira, o reforço da economia e as ajudas às pessoas. Foram precisos dois meses para que conservadores e sociais democratas chegassem a acordo.