Última hora

Última hora

Crise: Barroso quer coordenação mas não uniformização

Em leitura:

Crise: Barroso quer coordenação mas não uniformização

Tamanho do texto Aa Aa

A Comissão Europeia apresenta hoje um plano de recuperação da economia que prevê cortes nos impostos, a aposta em investimentos públicos, energias renováveis, construção e sector automóvel. O Presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso defende um programa que “mobilise todos os meios disponveis sejam eles de âmbito fiscal, estrutural e de regulação, tanto a nível europeu como nacional e num esforço coordenado. Somos 27 paises com situações diferentes, é preciso por isso coordenar mas não necessáriamente uniformizar”.

Comissão Europeia admite que os países da Zona Euro ultrapassem o limite de 3% do défice fixado pelo Pacto de Estabilidade e Crescimento (PEC) em 2009 e 2010, devido às “circunstâncias excepcionais” criadas pela actual crise económica.
A crise também obrigará a mais descidas de juros

Na próxima semana, o BCE, que se reúne a 4 de Dezembro, deverá sinalizar nova descida das taxas de juro.

A Euribor a seis meses já desceu abaixo dos 4% e permitirá poupanças significativas nos créditos à habitação a quem renovar contratos já em Dezembro.

No próximo Verão a taxa do BCE poderá chegar mesmo a 1,5%.