Última hora

Última hora

O plano de relançamento económico europeu

Em leitura:

O plano de relançamento económico europeu

Tamanho do texto Aa Aa

A Comissão Europeia pretende que o plano de relançamento económico tenho um prazo de 2 anos.

Entre as medidas conta-se a redução temporária do IVA. A comissão preconiza também um aligeirar da carga fiscal no salários mais baixos dos trabalhadores europeus e propõe ao Banco Central Europeu a continuação da descida das taxas de juro, sempre que o baixo risco inflacionista o permita.

A construção civil e a industria automóvel serão sectores previligiados pelo Banco Europeu de Investimentos, que vai aumentar o crédito disponível. A instituição vai dar prioridade às inovações ligadas aos objectivos ambientais.

O banco vai igualmente aumentar o apoio às pequenas e médias empresas com um reforço de crédito de 30 mil milhões, como ficou definido no conselho informal do ECOFIN de Setembro em Nice.

No plano está também prevista a flexibilidade dos défices orçamentais dos 27, inscritos no Pacto de Estabilidade e Crescimento. Segundo a Comissão, o PEC deverá ser seguido de maneira judiciosa e não inflexível no máximo de 3 % do PIB. Os Estados membros devem apresentar um programa de convergência orçamental actualizado e apresentar um plano para inverter a tendência deficitária.