Última hora

Última hora

Gronelândia mais perto da independência

Em leitura:

Gronelândia mais perto da independência

Tamanho do texto Aa Aa

A Gronelândia deu mais um passo a caminho da independência esta terça-feira. 75% dos que desafiaram o frio para ir votar disseram sim à autonomia alargada em questão, enquanto apenas 23% se pronunciou a favor da ligação com a Dinamarca. O referendo teve uma afluência de 72 % num universo de 39.000 eleitores. “Nós congratulamo-nos como o resultado positivo do referendo. Agora estabelecemos o caminho na direcção de uma maior autonomia interna na Gronelândia, e estou ansioso para que essa autonomia seja implementada”, declarou Fogh Rasmussen, primeiro-ministro dinamarquês.

Depois de três séculos sob o domínio de Copenhaga, os habitantes da ilha têm finalmente a possibilidade de cortar definitivamente os laços com os dinamarqueses.

A Gronelândia é a maior ilha do planeta. Um território com um clima inóspito cuja subsistência assenta em grande parte na pesca do camarão mas também no turismo.

No entanto, a região é rica em minerais e detém grandes reservas de hidrocarbonetos que, por agora, não estão a ser eficientemente exploradas.

A Gronelândia depende economicamente da Dinamarca que anualmente atribui à ilha verbas na ordem dos 540 milhões de dólares, o que equivale a 30% do PIB gronelandês.