Última hora

Última hora

Forças armadas tailandesas exigem dissolução do parlamento

Em leitura:

Forças armadas tailandesas exigem dissolução do parlamento

Tamanho do texto Aa Aa

As forças armadas tailandesas deixaram de ser neutrais e decidiram intervir na crise. Exigiram ao governo que dissolva o parlamento e que convoque novas eleições. Mais, ordenaram o fim do bloqueio do aeroporto levado a cabo por cerca de 3 mil militantes da oposição.

Os manifestantes antigovernamentais tinham acabado de reforçar a presença no aeroporto de Suvarnabhumi, na capital, bloqueado há mais de 24 horas. Um protesto que levou ao cancelamento de todos os voos.

As autoridades começaram a evacuar centenas de passageiros, presos nos terminais.

Os manifestantes da Aliança do Povo para a Democracia garantem que não vão deixar aquelas instalações até que o primeiro-ministro Somchai Wongsawat se demita.

Os contestatários acusam o chefe de governo de ser uma marioneta do antigo primeiro-ministro Thaksin Shinawatra, foragido à justiça, acusado de corrupção, e deposto pelas Forças Armadas em 2006.