Última hora

Última hora

Rússia de regresso à América do Sul e a Cuba

Em leitura:

Rússia de regresso à América do Sul e a Cuba

Tamanho do texto Aa Aa

Após visitas ao Peru, Brasil e Venezuela, o presidente russo Dimitri Medvedev deslocou-se por um dia a Cuba, o grande aliado da extinta União Soviética.

Agora existe a intenção de Moscovo reforçar os laços entre os dois países. Aliás, A Rússia tem feito charme um pouco por toda a região, considerada o quintal dos Estados Unidos, numa altura em que as relação entre Moscovo e Washington estão tensas.

Será uma resposta às recentes acções norte-americanas no território adjacente à Rússia. Medvedev confirma que não foi uma mera visita cultural.

“Esta não foi apenas uma viagem de estudo do presidente da federação russa com colegas e jornalistas. É uma decisão geopolítica séria. Nós vamos desenvolver relações com a América Latina e os países do mar das Caraíbas”, declarou Medvedev ao lado do homólogo cubano, Raul Castro.

À semelhança do sucedido nos países sul-americanos que Medvedev visitou, foram assinados acordos de cooperação energética, comercial e de defesa.

Cuba de Raul Castro e a Venezuela de Hugo Chavez são as grandes arqui-inimigas dos Estados Unidos. Forças navais russo-venezuelanas realizam exercícios militares conjuntos no mar das Caraíbas.