Última hora

Última hora

Eliminados últimos atacantes de Bombaim

Em leitura:

Eliminados últimos atacantes de Bombaim

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades indianas deram por concluído o assalto ao último foco de resistência dos protagonistas dos ataques coordenados em Bombaim.

Segundo o chefe da polícia, as forças especiais eliminaram todos os atacantes que ainda estavam entricheirados no Taj Mahal, depois de uma noite e manhã marcadas por tiroteios intensos e explosões, seguidos por um incêndio no mítico hotel.

Os ataques na capital económica da Índia, que se prolongaram por 60 horas, saldam-se para já em cerca de 160 mortos – entre os quais duas dezenas de estrangeiros – e mais de 300 feridos.

As autoridades temem que o balanço final atinja as 200 vítimas mortais.

Ontem, as forças especiais já tinham assumido o controlo do hotel Oberoi-Trident e do complexo religioso judaico no centro da cidade.

A grande questão que permanece no ar é quem e como foram orquestrados os ataques da noite de quarta-feira.

Segundo o jornal Times of India, que cita o interrogatório a um dos atacantes detidos, vários dos militantes islamitas que atacaram Bombaim visitaram a cidade há vários meses. Ter-se-ão feito passar por estudantes e terão visitado várias vezes os hotéis atacados.

A Índia suspeita que os atacantes são paquistaneses. Islamabad nega envolvimento e oferece auxílio nas investigações.