Última hora

Última hora

Romenos votam nas primeiras legislativas desde a entrada na UE

Em leitura:

Romenos votam nas primeiras legislativas desde a entrada na UE

Tamanho do texto Aa Aa

As primeiras legislativas romenas desde a adesão à União Europeia decorrem hoje sob um fundo de crise económica e desilusão com a classe política.

Dezoito milhões de romenos são chamados às urnas para se pronunciarem num duelo entre a esquerda social-democrata e a direita liberal-democrata, ambas na oposição mas em nítido conflito.

O líder do PSD, Mircea Geoana, sonha com o posto de primeiro-ministro. Mas o antigo chefe da diplomacia romena conta com a firme oposição do presidente Traian Basescu, que tentou destituir na Primavera de 2007.

Os social-democratas estão lado a lado nas sondagens com o Partido Democrata Liberal, ambos creditados com pouco mais de 30 por cento dos votos.

A formação do presidente Basescu é conduzida pelo antigo primeiro-ministro Teodor Stolojan.

O Partido Nacional Liberal, do chefe do Governo cessante Calin Tariceanu, é o árbitro do escrutínio. Com 20 por cento das intenções de voto, pesará na quase certa futura coligação.

O desinteresse dos romenos com as eleições, organizadas num fim-de-semana alargado, deixa antever uma forte abstenção.

Os vencedores do escrutínio terão um futuro difícil, face aos primeiros sinais da crise económica e de conflitos sociais no país.