Última hora

Última hora

Ministro do Interior indiano demite-se

Em leitura:

Ministro do Interior indiano demite-se

Tamanho do texto Aa Aa

O ministro do Interior indiano, Shivraj Patil, apresentou a demissão, assumindo a responsabilidade moral pelos ataques a Bombaim.

O conselheiro de segurança nacional renunciou igualmente ao cargo.

O governo reúne-se este Domingo com os líderes partidários para analisar a situação após os atentados à capital económica da Índia.

As autoridades apresentaram um novo balanço do número de vítimas mortais, revisto em baixa. Morreram entre 175 e 183 pessoas nos atentados cometidos em vários edifícios da cidade. Entre as vítimas estão 22 estrangeiros.

Chocada com a amplitude da tragédia, a população aponta o dedo ao governo.

Numerosos manifestantes saíram à rua para expressar descontentamento perante a incapacidade das autoridades para prevenirem o “11 de setembro indiano”, a forma como a imprensa local descreve o incidente.

Em Islamabad, o Governo paquistanês voltou a condenar os ataques no país vizinho e a negar o envolvimento de qualquer entidade oficial. O Paquistão prometeu colaborar com as investigações.

As autoridades indianas atribuem os ataques a “elementos” vindos do território paquistanês.

Segundo os investigadores, os dez atacantes islamitas planearam a acção coordenada a partir do Paquistão. Vários dos extremistas estariam infiltrados em Bombaim há cerca de um mês.

As suspeitas de Nova Deli recaem nos movimentos paquistaneses Lashkar-e-Taiba e Jaish-e-Mohammed que combatem a presença indiana em Cachemira.