Última hora

Última hora

Bombaim tenta voltar à normalidade

Em leitura:

Bombaim tenta voltar à normalidade

Tamanho do texto Aa Aa

O Café Leopold deu o mote ao reabrir as portas, no domingo, cinco dias depois de ter sido atacado por homens armados. Mas a reabertura durou apenas meia hora, até a polícia chegar e ordenar o encerramento do café enquanto estiver a decorrer a investigação.
Apesar de ter lamentado as mortes de seis clientes e de dois empregados, um dos proprietários falou em vitória. “É para provar aos terroristas que não perdemos, ganhámos. Ao erguer os estores, somos os vencedores, não eles”, disse Farzad Shehriyar Jahani.
Algumas lojas nas imediações do Hotel Taj Mahal também reabriram as portas no domingo. Muitos comerciantes temem ter sido afectados de maneira irreversível.
“Isto faz-nos sentir muito mal, pois vai afectar tudo, inclusive o nosso negócio. Estamos assustados, porque o nosso negócio depende apenas do turismo”, explicou Mukhtar Munawar.
Em Bombaim ainda se faz o balanço de mortos e feridos, mas começa-se também a fazer contas aos prejuízos materiais causados pelos ataques.