Última hora

Última hora

Resultado incerto das legislativas romenas

Em leitura:

Resultado incerto das legislativas romenas

Tamanho do texto Aa Aa

Mesmo sem resultados oficiais, o Partido Social Democrata romeno já festejava a vitória nas legislativas deste domingo.
 
O PSD, dirigido por antigos comunistas  principal força da oposição, parecia ter ganho a aposta das promessas de mais benefícios sociais num contexto de crise económica.
 
Numa campanha eleitoral dominada pela crise finaceira, Mircea Geoana prometeu aumentar salários e pensões.
 
Mas de acordo com os resultados parciais, o PSD encontra-se empatado com os liberais democratas, em redor de um resultado de 33% dos votos, o partido liberal, até hoje no governo, terá obtido apenas 18%.
 
Ontem, no comício de “vitória”, Geoana referiu que, “o PSD é um partido que sabe defender os interesses dos cidadãos por isso mereceu ganhar as eleições. Os últimos quatro anos foram difíceis e chegou a altura de levar o país para um caminho melhor”.
 
Quase empatado, segundo os resultados provisórios, surge o Partido Democrata Liberal do presidente Traian Basescu. Numa primeira reacção ao que se anuncia ser o resultado eleitoral, o presidente do PDL, Emil Boc defendeu que os romenos votaram maioritariamente a favor da direita, rejeitando as políticas da esquerda como solução para a crise.
 
O Partido Nacional Liberal, do primeiro-ministro Calin Popescu Tariceanu, que deverá recolher perto de 18% dos votos.
 
No discurso pós-eleitoral, o chefe de governo cessante deixou a porta aberta uma coligação governamental referindo que “é perciso acabar com as disputas políticas estéreis. O romenos podem ter confiança em mim e nas capacidades do Partido Nacional Liberal para continuar a conduzir a Roménia no caminhos dos seus interesses e de uma vida melhor”, concluiu.
 
O escrutínio fica ainda marcado pela alta taxa de abstenção.
 
A nomeação do próximo primeiro-ministro caberá ao presidente, que poderá favorecer o seu próprio partido, os liberais democratas.