Última hora

Última hora

Turistas começam a deixar a Tailândia

Em leitura:

Turistas começam a deixar a Tailândia

Tamanho do texto Aa Aa

Cerca de cem mil turistas, dos 350 mil retidos há uma semana nos dois aeroportos da capital tailandesa, vão finalmente poder regressar a casa ainda que a conta gotas. Hoje os manifestantes anti-governamentais autorizaram que 37 dos 88 aviões estacionados nos maiores aeroportos descolassem vazios do aeroporto internacional de Banguecoque para ir buscar passageiros a outros aeroportos mais pequenos. As companhias aéreas ocidentais vão disponibilizar voos extra a partir de Phuket e Chiang Mai.

O governo espanhol enviou aviões militares para a base aérea de U-Tapao, para repatriar 600 turistas espanhóis. A resolução do impasse, causado por manifestantes anti-governo, foi conseguida após negociações com as autoridades. A crise, que se arrasta desde Agosto, agudizou-se nos últimos tempos quando os activistas da Aliança do Povo para a Democracia (PAD), opositores ao Governo, decidiram ocupar Suvarnabhumi, aeroporto internacional de Banguecoque, para exigir a demissão do Executivo. O vice primeiro-ministro Olarn Chaiprawat admitiu que a crise terá consequências “colossais” por ser previsível uma redução para metade do número de turistas em 2009 e a perda provável de um milhão de empregos.