Última hora

Última hora

NATO debate relações com Moscovo

Em leitura:

NATO debate relações com Moscovo

Tamanho do texto Aa Aa

Quatro meses após o conflito entre a Rússia e a Geórgia os ministros dos Negócios Estrangeiros da NATO discutem em Bruxelas um meio de ultrapassar a divisão sobre a estratégia a doptar. A perspectiva de uma entrada rápida da Ucrânia e da Geórgia na Aliança Atlântica é quase nula assim como a possibilidade de uma normalização de relações com Moscovo, hostil ao alargamento da NATO às antigas repúblicas soviéticas.

Os minstros deverão definir sobre uma retoma parcial dos contactos com a Rússia, suspensos desde 19 de Agosto após o conflito russo-georgiano mas sem chegar à normalização completa, apesar de alguns membros da organização defenderem a retoma total do diálogo. O Presidente da Geórgia, Mikhail Saakachvili, reconheceu recentemente pela primeira vez publicamente, que as forças armadas georgianas deram início às acções militares na Ossétia do Sul, mas defendeu ter-se tratado de “medidas adequadas e justificadas”. Os países da NATO procuram uma posição comum sobre as relações com a Rússia um caminho minado de inúmeros obstáculos.