Última hora

Última hora

Moscovo e Bruxelas retomam negociações

Em leitura:

Moscovo e Bruxelas retomam negociações

Tamanho do texto Aa Aa

Após três meses de interrupção, Rússia e União Europeia retomam as negociações para uma grande parceria. As duas partes esperam reforçar os laços políticos e económicos, com ênfase para a questão energética. O encontro desta terça-feira, em Bruxelas, foi o primeiro, desde o lançamento das negociações, a 4 de Julho último, entretanto, congeladas, por causa do conflito entre a Rússia e a Geórgia.

Um conflito que a União Europeia quer tirar a limpo. Os Vinte e Sete deram luz verde a uma missão de investigação sobre as causas da guerra. A missão, levada a cabo pela ex-representante especial da ONU para a Geórgia, conta com o apoio da Rússia – cuja boa vontade facilitará o acesso dos investigadores às regiões separatistas da Abecásia e da Ossétia do Sul. Mas não se esperam resultados antes de meados do próximo ano. Mais rápidas são as decisões saídas da reunião da NATO. Os países da Aliança Atlântica estão de acordo para uma retoma “condicional e progressiva” das relações com a Rússia, suspensas desde o conflito entre Moscovo e Tbilissi. Um conflito que tornou quase nula a perspectiva de uma adesão rápida da Geórgia à Aliança Atlântica. Uma perspectiva que se contagiou à vizinha Ucrânia, também candidata.