Última hora

Última hora

Construtoras de Detroit pedem novo crédito ao Congresso

Em leitura:

Construtoras de Detroit pedem novo crédito ao Congresso

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente da Ford vai ganhar apenas um dólar por ano, em 2009. Não se pense, no entanto, que Alan Mulally vá viver para os subterrâneos de Detroit, já que, além do salário, tem vários milhões de dólares em stock-options. A medida agora anunciada vai entrar em vigor se se confirmar a necessidade de recorrer a um empréstimo estatal. A construtora automóvel americana, à semelhança das concorrentes Chrysler e General Motors, pediu esta terça-feira ao Congresso uma linha de crédito de nove mil milhões de dólares.

As três grandes de Detroit estão a fazer novos pedidos ao Congresso, num total de 25 mil milhões de dólares. Isto depois de o primeiro pedido ter sido rejeitado, por falta de propostas concretas. Propostas concretas é o que as três companhias tentam agora apresentar. Há duas semanas, um dos motivos que levou o Congresso a rejeitar o pedido foi o facto de os presidentes das três empresas terem viajado para Washington, cada um no seu jacto privado. Sinal de que, afinal, não precisam tanto de dinheiro como isso…