Última hora

Última hora

Cólera alastra no Zimbabué

Em leitura:

Cólera alastra no Zimbabué

Tamanho do texto Aa Aa

O Zimbabué, paralisado desde as controversas eleições de Março enfrenta agora uma crise de cólera com graves consequências sobre a população sobretudo as crianças. Segundo um balanço hoje divulgado pela ONU, epidemia que alastra no país desde o Verão, já fez 565 mortos e contaminou 12.546 pessoas.

A capital do país, Harare, onde 177 pessoas morreram desde Agosto, está a ser a mais afectada pela doença, de acordo com os dados divulgados em Genebra pelo Gabinete de Coordenação de Assuntos Humanitários, muitos dos doentes tentam chegar à fronteira com a África do Sul onde sabem que podem ser assistidos e curados

Um médico explica: “As pessoas vêm aqui porque querem ser tratadas, se soubessem que seriam tratadas no seu território, nunca teriam percorrido todo este caminho, longas distâncias, desidratados. Eles vem aqui para salvar as suas vidas”. A epidemia é atribuída ao colapso das estações de tratamento de água e das canalizações. O Presidente Robert Mugabe e a oposição continuam a discutir a aplicação de um acordo de partilha de poder. O país tem a mais alta inflação do mundo e enfrenta diariamente falta de alimentos e outros produtos básicos. Muitos hospitais e clínicas foram forçados a fechar as portas devido à escassez de medicamentos.