Última hora

Última hora

Patrões da GM, Ford e Chrysler fazem mea culpa no Congresso americano

Em leitura:

Patrões da GM, Ford e Chrysler fazem mea culpa no Congresso americano

Tamanho do texto Aa Aa

Os patrões da General Motors, da Ford e da Chrysler fizeram, na quinta-feira, um mea culpa perante o Congresso norte-americano. Assumiram as responsabilidades pelos problemas financeiros que as empresas atravessam e voltaram a pedir uma ajuda governamental de 34 mil milhões de dólares para evitar o colapso.

“Estamos aqui, porque cometemos erros, com os quais estamos a aprender, porque algumas forças, para além do nosso controlo, empurraram-nos para a beira da ruína”, admitiu o presidente da GM.

Os fabricantes de automóveis encontraram um profundo cepticismo no Senado. Isto apesar de desta vez, se terem deslocado num carro híbrido e não em jactos privados, comportamento que, em Novembro, lhes tinha valido muitas críticas.

Os republicanos e a administração Bush preferem utilizar uma primeira ajuda de 25 mil milhões de dólares, já votada em Setembro.

Bush disse, quinta-feira, que os construtores têm de provar serem viáveis a longo termo para beneficiarem de uma ajuda pública.