Última hora

Última hora

Mufti da Arábia Saudita apela a oposição ao terrorismo no ponto alto do Hajj

Em leitura:

Mufti da Arábia Saudita apela a oposição ao terrorismo no ponto alto do Hajj

Tamanho do texto Aa Aa

Perto de três milhões de muçulmanos vindos de todo o Mundo juntaram-se este domingo no Monte Arafat, para cumprir o ritual mais importante do “Hajj”, a peregrinação anual a Meca.

Numa oração colectiva na mesquita de Namera, o mufti da Arábia Saudita apelou a uma oposição ao terrorismo. O xeque Abdel Aziz Al-Cheikh sublinhou que “o Islão é uma religião de paz, misericórdia e justiça, que preserva todos os direitos, incluindo os direitos humanos”.

A maré humana ocupou durante todo o dia o também chamado “Jebal Al-Rahma”, ou Monte da Misericórdia, onde o profeta Maomé pronunciou o último sermão, há mais de 14 séculos.

Ao fim do dia, os peregrinos dirigiram-se para o vale de Muzdalifah para passar a noite. Amanhã, cumpre-se no Vale de Mina o ritual de sacrifício de uma ovelha, que marca o início da festa de Al-Adha.

A peregrinação a Meca está a decorrer sem incidentes.

Mas o momento mais perigoso é o ritual da lapidação do Diabo, que encerra a viagem espiritual e que, no passado, foi palco de mortíferos movimentos de massas.