Última hora

Última hora

UE lança missão

Em leitura:

UE lança missão

Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia lança hoje a primeira operação naval da sua história. Os chefes da diplomacia vão adoptar as regras de intervenção da missão “Atalante”, que vai suceder à operação da NATO contra os piratas ao largo da Somália. Serão seis navios de guerra e três aviões de vigilância, oriundos de oito Estados membros, aos quais se deverá juntar Portugal. A missão começa oficialmente hoje, mas só no dia 16 é que chega o primeiro navio europeu ao Golfo de Aden. Será um grego, que parte quinta-feira do porto de Piréu. Os desafios da frota europeia serão muitos, a começar pela grande superfície a vigiar. Pelo Golfo de Aden passa 12% do comércio marítimo e 30% do petróleo bruto mundial.

Alguns armadores preferiram mudar de rota. Outros aumentaram a segurança. Frederic Fave, director da segurança do armador francês CMA-CGM, número três mundial, afirma que têm ordem para não expor as tripulações, para navegar depressa e da forma discreta. Com o início da missão “Atalante”, a comunidade internacional procura resolver também o quebra-cabeças jurídico relativo à detenção e julgamento de piratas que serão detidos. Este ano, ao largo da Somália já foram atacados mais de 30 navios, o dobro em relação ao ano passado.