Última hora

Em leitura:

Ratificação do Tratado de Lisboa adiada pelos deputados checos


A redação de Bruxelas

Ratificação do Tratado de Lisboa adiada pelos deputados checos

Depois do impasse provocado pelo referendo irlandês sobre a ratificação do Tratado de Lisboa, eis que os Estados-membros se deparam agora com mais uma pedra no sapato.

Esta terça-feira, os deputados da câmara baixa do parlamento checo adiaram para 03 de Fevereiro o debate sobre a ratificação do Tratado de Lisboa, que já teve “luz verde” do Tribunal Constitucional.

A República Checa é o único país dos Vinte e Sete que ainda não se pronunciou sobre o Tratado de Lisboa. O governo conservador de Varsóvia é tido como eurocéptico e mais próximo dos Estados Unidos.

Para além do debate parlamentar checo em 2009, os dirigentes europeus esperam conseguir da República da Irlanda a promessa de organização no ano que vem de um novo referendo sobre a ratificação do Tratado de Lisboa, que os irlandeses rejeitaram em Junho.

Enfraquecido pela crise económica, o executivo de Dublin não parece disposto a ser visto como o responsável pelo fracasso do processo de ratificação do texto.

Durão Barroso já disse ser favorável à manutenção do princípio de um comissário por Estado-membro se com isso conseguir a ratificação do Tratado de Lisboa por parte da Irlanda.

Saiba mais:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

A redação de Bruxelas

Bruxelas adopta plano para desenvolver transplante de órgãos