Última hora

Última hora

Indústria europeia no vermelho

Em leitura:

Indústria europeia no vermelho

Tamanho do texto Aa Aa

A indústria automóvel esteve a empurrar para baixo a produção industrial da Europa, em Outubro. A queda na procura é uma das maiores consequências da crise económica. Se o sector automóvel é a face mais visível, há também outros sectores que estão a sofrer – uma crise que está também a causar despedimentos, um pouco por todo o mundo. Segundo os analistas, os números de Novembro e Dezembro devem ser ainda piores.

A produção esteve a caír em quatro países da União Europeia, incluindo alguns gigantes industriais: A França, a Suécia e a Itália, com quebras a rondar os 7%, e a Grécia, com uma descida de 4,5%. No caso da França, é a maior quebra de sempre na produção industrial. Os dados foram publicados agora pelos organismos nacionais de cada um destes países, depois de já a Alemanha, maior potência industrial do continente, ter apresentado números em queda. O banco central alemão, Bundesbank, anunciou também que a economia do país iria ter, em 2009, a pior contracção em 16 anos.