Última hora

Última hora

Mugabe anuncia o fim da epidemia de cólera

Em leitura:

Mugabe anuncia o fim da epidemia de cólera

Tamanho do texto Aa Aa

ONU indicou hoje que o número de mortos causados pela epidemia de cólera no Zimbabué aumentou para 783 e que existem 16.403 casos suspeitos. É a resposta ao presidente Robert Mugabe que afirmou que o surto estava controlado e que a doença já não existia no país. «Por causa da cólera, Brown quer uma intervenção militar. Bush quer uma intervenção militar pela cólera. Já não há mais motivo para uma guerra. A desculpa da cólera já não existe. Estou feliz em dizer que os nossos médicos receberam a ajuda de outros e da Organização Mundial da Saúde. Desta forma, não há mais cólera», afirmou num discurso exibido na televisão.

Em Harare, a capital do Zimbabué, foram declarados até 10 de Dezembro um total de 199 mortes e 8.042 casos suspeitos. As autoridades sul-africanas decidiram hoje declarar a fronteira norte com o Zimbabué, como “zona de desastre”, atingida pela epidemia de cólera proveniente daquele país. 664 pessoas contagiadas foram tratadas com cólera e oito morreram nas ultimas semanas. Esta é uma zona nevrálgica da imigração clandestina por onde passaram nos ultimos oito anos quatro milhões de zimbabueanos que fugiram da fome existente no Zimbabué.