Última hora

Última hora

Novos incidentes violentos em Atenas

Em leitura:

Novos incidentes violentos em Atenas

Tamanho do texto Aa Aa

A tensão é elevada nas ruas da Grécia, com várias acções de protesto e mais cenas de violência.

Um grupo de estudantes cercou hoje a câmara municipal de Atenas, enquanto outros se manifestavam frente à prisão Korydallos, o principal estabelecimento prisional do país. Há ainda confrontos e actos de vandalismo em vários pontos da cidade. Há seis dias que a Grécia enfrenta a pior onda de violência em décadas. Há dezenas de universidades e liceus ocupados. Os prejuízos são avultados e ninguém quer avançar com números precisos. Sob forte pressão, o governo anunciou uma série de medidas para ajudar os comerciantes afectados pela violência, incluindo linhas de crédito e indemnizações. O primeiro-ministro Costas Karamanlis afirma estar determinado a reforçar o sentimento de segurança pública e a apoiar todos os comerciantes que o pedirem, ajudá-los a sobreviver, a manter os empregos e a trabalhar na época natalícia. Ontem, para além da greve geral, que terminou com incidentes violentos, foram formalmente acusados os dois polícias envolvidos na morte de Alexis Grigoropoulos. Um agente foi acusado de homicídio voluntário e o colega de cumplicidade. Ficaram ambos em prisão preventiva. Segundo a autópsia, o jovem de 15 anos foi morto por uma bala perdida, que tocou uma superfície dura antes de o atingir no peito.