Última hora

Última hora

Eutanásia transmitida por TV britânica

Em leitura:

Eutanásia transmitida por TV britânica

Tamanho do texto Aa Aa

Uma televisão britânica transmitiu integralmente o suicídio assisitido de um homem de 59 anos.

Craig Ewert padecia de uma doença neurológica degenerativa, foi ajudado a morrer em 2006, os últimos momentos foram mostrados ontem à noite pela SKI REAL LIFE num documentário sobre a Eutanásia.

O canal fez anuncio prévio da transmissão. Gordon Brown foi chamado a pronunciar-se sobre o assunto no parlamento .

O primeiro-ministro britânico considera que estas questões devem ser analisadas com cuidado e sem sensacionalismo. A Autoridade do Audiovisual terá de resolver o caso.

Ewert morreu na Suíça, onde a Eutanásia é legal. O processo decorreu numa clínica de Zurique , mas o documentário revela que havia pessoas ajudadas a morrer em parques de estacionamento ou em casa do dono da clínica suíça.

O documentário do realizador John Zaritsky foi visionado em festivais de cinema em todo o mundo e transmitido no ano passado numa televisão canadiana.

O líder de uma organização anti-Eutanásia concorda com a transmissão do programa para estimular o debate, mas considera que o documentário faz parte de uma campanha.

Na véspera da difusão, a justiça britânica descartou as acusações contra pais de Daniel James, um jovem que morreu no ano passado na na clínica suíça.

Seja em França, Inglaterra ou Itália os casos públicos de Eutanásia legal ou ilegal estão longe de reunir o consenso das opiniões.