Última hora

Última hora

Parabéns mestre Manoel de Oliveira

Em leitura:

Parabéns mestre Manoel de Oliveira

Tamanho do texto Aa Aa

Parabéns pelos cem anos de vida, parabéns por ser um referência do cinema europeu e mundial.

E parabéns pelo vasto contributo à sétima arte com mais de 40 longas-metragens realizadas. Manoel de Oliveira celebrou 100 primaveras. Uma longevidade inigualável. Começou a trabalhar quando o cinema ainda era mudo. Douro, faina fluvial foi a sua primeira obra como realizador. Um documentário sobre as gentes e vida em torno do rio Douro. Manoel de Oliveira acompanhou os tempos e em 1942 estreia-se nas longa metragens como Aniki-bobo, uma referência na sua obra. Um filme ilustra as aventuras e os amores de jovens da cidade do Porto. “O Cinema é o espelho da vida. E não só é o espelho da vida como não há outro, é o único espelho da vida. E sendo o espelho da vida é também a memória da vida”, revelou Oliveira à Euronews. E o cinema é a sua vida. O mais velho realizador em actividade do mundo segue freneticamente em frente com mais uma obra. “Singularidades de uma Rapariga Loura” encontra-se em rodagem.