Última hora

Última hora

Chefe de polícia terá sido vítima de ataque neo-nazi

Em leitura:

Chefe de polícia terá sido vítima de ataque neo-nazi

Tamanho do texto Aa Aa

Um chefe de polícia alemão conhecido pelas suas posições duras contra a extrema-direita foi esfaqueado na sua residência, em Passau no sul da Alemanha.

Mannichl, de 52 anos, foi golpeado no peito. De acordo com o ministro do interior da Baviera, Oliver Platz, o chefe da polícia afirmou aos investigadores que o atacante o tratou por “polícia porco de esquerda” e mandado “lembranças da resistência nacional”. O policial foi operado com sucesso e não corre risco de vida. A lamina perfurou o peito a dois centimetros do coração. Sob a liderança de Mannichl, a polícia de Passau aumentou a vigilância de actividades e manifestações de extrema-direita na região. Muitos dessas manifestações degeneraram em confrontos com as autoridades. De acordo com dados oficiais, este ano Passau registou 83 crimes atribuidos a militantes de extrema-direita, quase o dobro do verificado no ano passado.