Última hora

Última hora

Governo belga terá feito pressão sobre magistrados no caso Fortis

Em leitura:

Governo belga terá feito pressão sobre magistrados no caso Fortis

Tamanho do texto Aa Aa

A mais alta instância jurídica na Bélgica acusou o primeiro-ministro, Yves Leterme, de ter feito tudo para evitar que os tribunais pusessem em causa o desmantelamento do Banco Fortis. O governo tinha conseguido o apoio político dos partidos da coligação depois de ter negado as acusações veinculdas numa primeira fase pela imprensa. As forças da oposição pediam a demissão do chefe do executivo por ter pressionado magistrados encarregados do delicado dossiêr. Na passada sexta-feira a Justiça belga aceitou a acção apresentada por milhares de accionistas minoritários do Fortis que exigem ser consultados sobre o desmantelamento do grupo e sobre sua venda parcial ao banco francês BNP Paribas.

Segundo a sentença do Tribunal todas as decisões tomadas pelo holding Fortis no início de Outubro para enfrentar a crise financeira devem ser aprovadas pelos accionistas. A participação do Estado no Fortis fica, para já congelada por 65 dias, e será nomeado um novo órgão de controle para avaliar as transações.