Última hora

Última hora

China comemora 30 anos de reformas comunistas e... Capitalistas

Em leitura:

China comemora 30 anos de reformas comunistas e... Capitalistas

Tamanho do texto Aa Aa

A fórmula “um país, dois sistemas” vai continuar a ser a aposta dos dirigentes chineses. Os 30 anos das reformas económicas foram celebrados ao mais alto nível, com o Comunismo e o Capitalismo no menu dos discursos. As expressões Democracia e Direitos Humanos nem sequer foram mencionadas. Já a palavra abertura ganhou um peso maior. Hu Jintao disse que só o Capitalismo Social pode salvar a China, da mesma forma que só as reformas podem desenvolver o país, o Capitalismo e o Marxismo. Reformas e abertura são as aspirações do partido, diz o presidente chinês, surgem na sequência da mudança dos tempos, “é este o caminho, o desenvolvimento alcançado é inegável. Parar ou voltar para trás seria o fim”.

A economia chinesa está há vários anos em franca expansão. Mas também não escapa à crise e já não estará a resultar a fórmula mágica “um país, dois sistemas e democracia nem pensar”. As exportações caíram 2,2% em relação a Novembro do ano passado, é a primeira quebra em vários anos, a economia está a abrandar, o risco de explosões sociais é iminente, e os dirigentes chineses sabem disso. Entretanto, o executivo de Pequim recusou dar informações sobre de vários activistas pró-democracia, que têm agora paradeiro desconhecido