Última hora

Última hora

Chrysler agoniza à espera de dinheiro

Em leitura:

Chrysler agoniza à espera de dinheiro

Tamanho do texto Aa Aa

A industria automóvel desespera enquanto não chega ajuda estatal para evitar a falência. As trinta fábricas da Chrysler, nos Estados Unidos, Canadá e México, vão parar durante um mês, a partir de hoje.

A empresa, uma das mais atingidas pela crise na indústria automóvel anunciou que os seus funcionários não regressam ao trabalho antes do dia 19 de Janeiro. A medida foi tomada com o objectivo de reduzir ao máximo os custos, enquanto o construtor aguarda pela decisão final do governo norte-americano, quanto a uma eventual ajuda financeira ao construtor e aos outros dois «grandes» de Detroit, Ford e General Motors. Numa entrevista o ainda presidente norte americano declarou que numa situação normal a questão da falência nem se colocava, mas como não estamos numa situação de circunstâncias normais, esse é o verdadeiro problema”. A ajuda proposta de 14 mil milhões de dólares à indústria automóvel foi bloqueada pelo Senado após os representantes sindicais não terem concordado com rápidos cortes salariais. Com isto, aumentam as possibilidades de colapso da General Motors e Chrysler, que podem ficar sem liquidez para continuar a produzir.