Última hora

Última hora

13º dia de protestos e confrontos na Grécia

Em leitura:

13º dia de protestos e confrontos na Grécia

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos 3 pessoas ficaram feridas durante a manifestação convocada pelos estudantes, que reuniu 7000 pessoas junto ao Parlamento em Atenas, esta quinta-feira.

O cair da noite não acalmou os ânimos com os cocktails molotov e o gás lacrimogéneo a tomarem conta das ruas. A Grécia atravessa o pior período de distúrbios das últimas décadas. Tudo começou a 6 de Dezembro quando um adolescente de 15 anos foi abatido a tiro pela polícia. A morte de Alexandros Grigoropoulos acendeu o rastilho da cólera, especialmente dos estudantes que se sentem sem perspectivas de futuro, que receiam vir a ter uma qualidade de vida pior do que a dos pais. O desemprego entre os jovens, o abrandamento económico e uma democracia minada pela corrupção colocou o governo conservador de Costas Karamanlis na linha de fogo. A oposição aproveita para juntar lenha à fogueira e pede a demissão do executivo. Mesmo assim as autoridades procuram manter o espírito da quadra e substituíram a Árvore de Natal queimada junto ao Parlamento, um dos focos de confrontos mais intensos na capital.