Última hora

Última hora

Trégua de 24 horas na Faixa de Gaza

Em leitura:

Trégua de 24 horas na Faixa de Gaza

Tamanho do texto Aa Aa

Os palestinianos assistiram na Faixa de Gaza a uma trégua de 24 horas com o objectivo de aliviar a difícil situação da população no território, controlado pelo Hamas e bloqueado por Israel.

O cessar-fogo foi obtido pela mediação egípcia, para permitir a entrada na Faixa de Gaza de cinco camiões com ajuda humanitária que, segundo as últimas informações, esperavam ainda a “luz verde” de Israel para atravessar a fronteira. O representante do Hamas, Ayman Taha, explicou que a pedido do Cairo, o movimento islâmico “debateu o assunto com as diferentes facções palestinianas e concedeu a trégua de 24 horas para permitir a entrada da ajuda humanitária”. Taha disse que o Hamas poderá considerar um cessar-fogo de longa duração se Israel levantar o embargo ao território. A trégua precedente chegou ao fim na sexta-feira e o Exército hebraico tem reforçado posições junto à fronteira. Sem descartar uma incursão de grande envergadura em resposta aos “rockets” palestinianos, Telavive pode segundo o ministro Isaac Herzog equacionar um acordo, mas “em termos confortáveis para Israel”. A ministra dos Negócios Estrangeiros vai reunir-se na quinta-feira com o presidente egípcio Hosni Mubarak, no Cairo. A posição israelita mantém-se dura. No Domingo, Tzipi Livni dizia que tinha como prioridade “erradicar” o Hamas da Faixa de Gaza. O isolamento do movimento islâmico é ainda reforçado pelo apoio concedido pelo presidente russo Dmitri Medvedev ao presidente da Autoridade Palestiniana Mahmud Abbas, fortemente contestado pelo Hamas.