Última hora

Última hora

Ucranianos protestam contra gestão da crise

Em leitura:

Ucranianos protestam contra gestão da crise

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de ucranianos marcharam pelas ruas de Kiev para protestarem contra a maneira como o governo tem gerido a crise e contra as mais do que prováveis supressões de postos de trabalho.

De acordo com as previsões do Banco Mundial, a economia desta antiga República Socialista Soviética deverá recuar 4% em 2009 devido à crise no crédito e a uma diminuição das exportações. A juntar a isto, a Gazprom já ameaçou cortar o fornecimento de gás à Ucrânia se o país não pagar os 1,5 mil milhões de euros que tem de dívida até ao final do ano, o que dificultaria a passagem do gás russo para a Europa. À situação económica desastrosa junta-se mais uma crise política devido às divergências entre o presidente Viktor Iuchtchenko e a primeira-ministra Iulia Timochenko. No último episódio desta já longa telenovela política, Iuchtchenko acusou a chefe do executivo de ser incapaz de lutar contra a crise económica. Pouco tempo antes, Timochenko acusou o chefe de Estado de corrupção e de agravar os problemas do país.