Última hora

Última hora

Europeus fazem menos compras de Natal em tempos de crise

Em leitura:

Europeus fazem menos compras de Natal em tempos de crise

Tamanho do texto Aa Aa

Os portugueses, por exemplo, vão gastar, este ano, menos 5 por cento nos presentes, segundo o estudo de uma consultora. Os franceses também pensam duas vezes antes de abrirem os cordões à bolsa. “Agora, os consumidores pensam muito mais antes de comprar”, diz Jochim Laforge, um comerciante parisiense.

O comportamento parece repetir-se em Itália, país recém-entrado em recessão. “A crise é real. Trabalho numa empresa que está em crise e que despediu vários dos meus colegas, Mas, de qualquer forma, eu sempre fui moderado nos presentes”, garante o consumidor Fabrizio Magnini. Na Grécia, os comerciantes não se queixam apenas da crise económica. Há três semanas que Atenas é uma cidade em estado de sítio, por causa dos tumultos desencadeados pela morte de um adolescente atingido pela polícia. “Tem sido diferente com os protestos. Está a ser muito pior do que nos anos anteriores. As pessoas não têm vindo e com a crise económica global a situação piorou ainda mais”, lamenta Toulis Artemiadis, dono de uma loja. Na quarta-feira, um grupo de manifestantes transformou as letras de algumas canções de Natal. Em vez de paz e amor, ouviram-se palavras de ordem contra a polícia e o Governo gregos.