Última hora

Última hora

Convulsão politico-militar na Guiné-Conakry

Em leitura:

Convulsão politico-militar na Guiné-Conakry

Tamanho do texto Aa Aa

Mantém-se o clima de convulsão político-militar, na Guiné Conakry, depois de morte do presidente Lansana Conté.

Forças militares, comandadas pelo capitão, Moussa Camara, continuam a desafiar a ordem constitucional. Já se apodeream das instalações e da emissão da Rádio Nacional, para anunciarem a demissão do Governo e a suspensão da Constituição. Objectivo que, aparentemente, não concretizaram. O Primeiro-Ministro falou à France Inter e garantiu que o seu executivo se mantinha em funções, preparando os funerais do presidente. Também o chefe do estado-maior do exército diz que os amotinados são minoritários e que já os exortou a aceitar a Chefia de Estado interina do presidente do parlamento, tal como determina a constituição Mas há notícia de negociações com os revoltosos. Delegações das duas partes reuniram-se mesmo, no campo militar de Alpha Yaya Diallo. Lansana Conté governou durante 25 anos, mantendo sempre os opositores longe do aparelho de estado.