Última hora

Última hora

Missão chinesa a caminho da Somália

Em leitura:

Missão chinesa a caminho da Somália

Tamanho do texto Aa Aa

A Marinha da China enviou, esta sexta-feira, três embarcações para a Somália, uma missão histórica de combate à pirataria, composta por oitocentos homens, entre eles setenta efectivos da equipa de operações especiais chinesa. Dois dos navios são embarcações de guerra, sofisticadas que se juntam às forças internacionais que patrulham a área.

O comandante explica que cada navio chinês terá um papel diferente mas que a missão principal é escoltar as embarcações no golfo de Aden, de forma a proteger as suas cargas. Entretanto a Marinha da Alemanha frustrou uma tentativa de sequestro de um cargueiro egípcio por piratas na costa da Somália. Seis piratas foram capturados no Golfo de Aden, mas acabaram por ser libertados por ordem do governo alemão. Também o Japão vai enviar navios de guerra para lutar contra a pirataria, o anúncio foi feito pelo ministério da Defesa.