Última hora

Última hora

Israel eleva a ameaça militar contra o Hamas

Em leitura:

Israel eleva a ameaça militar contra o Hamas

Tamanho do texto Aa Aa

Israel ameaça com uma intervenção militar de envergadura na Faixa de Gaza.

Desde o fim da trégua com o Hamas, há uma semana, seis militantes palestinianos foram mortos em raides aéreos israelitas. No mesmo período, caíram mais de 200 “rockets” e tiros de morteiro sobre o território hebraico. Numa entrevista à televisão Al-Arabyia, o primeiro-ministro israelita apelou aos habitantes de Gaza para rejeitarem o controlo do Hamas. Ehud Olmert sublinhou que Telavive “não vai permitir” ao movimento islâmico que “continuem os disparos” contra o território israelita. Olmert frisou que Israel conta com “um enorme poder” e pode tomar medidas “devastadoras”, mas acrescentou que tem optado pela “retenção”. Segundo fontes políticas, Telavive já terá aprovado uma escalada militar “por etapas”, começando pelos bombardeamentos. Depois de um encontro com o presidente egípcio, a chefe da diplomacia israelita sublinhou que o Estado hebraico “não vai continuar a tolerar” os ataques palestinianos. Enquanto o Cairo multiplica apelos às duas partes para tentar evitar a escalada da violência, Israel terá sucumbido pelo menos parcialmente à pressão internacional. Telavive decidiu autorizar esta sexta-feira a entrada de uma centena de camiões em Gaza, carregados com alimentos e assistência humanitária.