Última hora

Última hora

Vinte sete mortos na Ucrânia

Em leitura:

Vinte sete mortos na Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

É o mais recente balanço da tragédia ocorrida no sul da Ucrânia  -  estão confirmadas 27 mortes, números de podem ainda agravar-se, à medida que prossegue a remoção dos destroços. Uma explosão  -  cujas causas são por enquanto desconhecidas  –  destruiu um prédio de cinco andares, na estação balnear de Evpatoria, na região da Crimeia, no mar negro. 
 
Os bombeiros resgataram 27 cadáveres dos escombros, mas as buscas continuam, por se desconhecer quantas pessoas estavam no edifício, no momento da explosão. O presidente da Ucrânia, Viktor Yutchenko, esteve no local, confortou os familiares das vítimas e prometeu ajudas oficiais.
 
Também a primeira-ministra, Ioulia Timochenko, compareceu e deixou a promessa de realojamento dos sobreviventes, até ao início do próximo ano ortodoxo, a 7 de Janeiro. Disponibilizou, entretanto, uma verba, para socorro imediato das famílias atingidas.
 
O presidente russo, Dmitri Medvedev, apresentou condolências e ofereceu a ajuda da frota russa, baseada no porto ucraniano de Sebastopol.