Última hora

Última hora

Números do último trimestre confirmam recessão em Espanha

Em leitura:

Números do último trimestre confirmam recessão em Espanha

Tamanho do texto Aa Aa

Está confirmada a recessão espanhola. O Banco de Espanha diz que o PIB do país deve encolher neste último trimestre do ano, depois de já nos três meses anteriores a economia ter estado em quebra.

É a primeira vez em 15 anos que a economia espanhola entra em recessão. Aquele que era um dos países mais fortes da Zona Euro, em termos de crescimento, está agora a sofrer com a crise. Segundo o FMI, em termos anuais, o crescimento de 2008 deve ser de 1,4%, depois dos 3,8% do ano passado. Para o próximo ano, espera-se um crescimento negativo, de 0,7%. O fim do “boom” imobiliário foi o factor que desencadeou este enfraquecimanto da economia. O país teve um dos mercados imobiliários com maior crescimento de toda a Europa, uma tendência que durou dez anos, mas a crise acabou com este oásis e o sector da construção é agora o que perde mais postos de trabalho. A situação do emprego voltou a piorar. Depois de um melhoramento nos últimos anos, o país tem agora o desemprego mais alto de toda a Europa dos Vinte e Sete. São agora cerca de três milhões, os desempregados em Espanha. Segundo o relatório publicado pelo Banco de Espanha, o investimento está a caír, uma quebra que deve ter-se intensificado nestes últimos meses do ano e que deve continuar em 2009. A procura interna está igualmente a diminuír.