Última hora

Última hora

Medidas contra a crise do crédito no Reino Unido sem o efeito desejado

Em leitura:

Medidas contra a crise do crédito no Reino Unido sem o efeito desejado

Tamanho do texto Aa Aa

As sucessivas injecções de capital do Bank of England no sector bancário não sortiram o efeito desejado.

De acordo com o relatório mensal, divulgado esta sexta-feira, da Halifax, a maior instituição de crédito hipotecário do Reino Unido, o preço das casas caiu 16,2% em 2008 em relação ao ano anterior, o que representa a maior queda anual desde 1983. Estes resultados demonstram que as injecções de capital do banco central inglês com o intuito de criar liquidez no sector bancário para favorecer a atribuição de créditos não tiveram o efeito desejado. A notícia surge numa altura em que são divulgados vários dados que dão indicações de que a economia britânica está longe de conseguir emergir da recessão. O Banco de Inglaterra divulgou em comunicado que o total de hipotecas aprovadas recuou 13% no último trimestre de 2008 em relação ao período homólogo um ano antes. A libra esterlina atingiu o seu mais baixo nível de sempre face ao euro no início da semana.