Última hora

Última hora

Último balanço de vítimas na Faixa de Gaza: 430 mortos, 2500 feridos.

Em leitura:

Último balanço de vítimas na Faixa de Gaza: 430 mortos, 2500 feridos.

Tamanho do texto Aa Aa

Há exactamente uma semana que um milhão e meio de pessoas na Faixa de Gaza estão debaixo de bombardeamentos do exército israelita.

O último balanço dá conta de 430 mortos e 2 mil e 500 feridos. Um dos últimos ataques levou à morte de três crianças que brincavam na rua em Khan Younis, no sul do território. Do lado israelita morreram quatro pessoas depois do lançamento de rockets. Israel fez pelo menos 30 raides aéreos. Apesar da chefe da diplomacia israelita Tzipi Livni ter dito em Paris que não há urgência humanitária na Faixa de Gaza, o certo é que o executivo autorizou a entrada de 70 camiões enviados pela Turquia com material da Cruz Vermelha e da ONU. Israel foi atingido durante o dia por vários rockets palestinianos que caíram em Askhelon e também perto do centro de pesquisas nucleares do deserto do Negev. Duas mulheres ficaram ligeiramente fertidas. Outras cidades foram alvo dos projécteis palestinianos, uma situação quase inédita até há pouco tempo pois apenas Sderot, no sul, era a vítima dos rockets al-qassam. O novo mapa de alvos atingidos confirma as declarações das autoridades israelitas e palestinianas. A tecnologia dos projécteis melhorou, têm agora maior alcance, e podem chegar a Telavive.