Última hora

Última hora

Guerra do gás passa por Bruxelas

Em leitura:

Guerra do gás passa por Bruxelas

Tamanho do texto Aa Aa

A guerra do gás entre a Rússia e a Ucrânia passa por Bruxelas.

O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, recebe as delegações dos dois países para tentar resolver o diferendo em torno do preço do gás. A Rússia interrompeu durante a noite a totalidade do abastecimento à Europa, através dos gasodutos ucranianos. Moscovo denuncia o furto de combustível na Ucrânia, uma acusação rejeitada por Kiev. Segundo fontes diplomáticas, os dois países estão dispostos a acolher observadores europeus para controlar o fluxo de gás. Apesar das pressões europeias, o primeiro-ministro russo Vladimir Putin afirmou ontem que só restabelecerá o fornecimento de gás quando a Ucrânia aceitar pagar o preço de mercado, que representa quase o dobro do valor aceite por Kiev. Em plena vaga de frio, onze países Europeus como a Áustria, a Roménia, a Bulgária ou a Itália começaram a recorrer às reservas nacionais.