Última hora

Última hora

Crise do gás já afecta indústrias a Leste

Em leitura:

Crise do gás já afecta indústrias a Leste

Tamanho do texto Aa Aa

Os cortes no fornecimento de gás resultantes da crise entre a Rússia e a Ucrânia não afectam apenas os aquecimentos dos consumidores particulares.

A penúria já está a interferir na actividade industrial de alguns países do leste europeu, como é o caso da Hungria, onde algumas fábricas foram obrigadas a suspender a produção. As restrições impostas pelo Governo ao consumo de gás natural forçaram a filial húngara da construtora automóvel Suzuki, um dos maiores empregadores e exportadores do país, a parar até pelo menos segunda-feira. A interrupção total de fornecimento de gás russo teve efeitos semelhantes em companhias da Bulgária onde os produtores de químicos, metal e vidro se debatem com pesados prejuízos. O limite imposto aos consumidores que utilizem mais de 2.500 metros cúbicos de gás por hora também afectou centrais eléctricas e estendeu-se ao sector alimentar incluindo produtores de carne e fábricas panificadoras.